16 Outubro, 2014

Realizada... Como a Dra. Brinquedos

 Já sei que foste muito bonita pra escola. Porquê? Já sei que levaste luvas e boné... (na verdade, galochas cor-de-rosa às flores, luvas cor-de-rosa com brilhantes e boné da Kitty vermelho às bolinhas brancas - suspiro) Qual é o mal? Nenhum. Mas também levaste um boneco, que eu te disse que não devias... O meu bebé não é um boneco, é uma realização, uma superviva, modo peluche, como a Dra. Brinquedos. (Eu a tentar conter o riso) Ah, sim?! Sim.



Viagens de Carro ao Fim do Dia ou Às Vezes Mais Vale Não Saber as Coisas - Parte II

2 dias depois. Eu e Pipoca no carro.
Mãe, sabes que eu já não sou namorada do Martim? Não, não sabia. Então, porquê? Sabes o que eu descobri? Não. O Martim tem mais namoradas. 5. Já tinha 5 namoradas! Então e como é que sabes? A Carol contou-me. Mas perguntaste-lhe a ele? Essas coisas devem sempre perguntar-se primeiro, nem sempre o que nos contam é verdade... É verdade, é. Eu perguntei-lhe. E o que é que ele disse? Que era verdade. E por isso eu acabei com ele, porque ele me mentiu. Mas explicaste porquê, que é uma menina para cada menino... Ele disse que queria continuar, mas ele mentiu-me, por isso acabei tudo. Pronto, deixa estar. Também não precisas de namorado, tens muito tempo e há outros meninos. Mas assim eu não posso ter filhos!! (engoli em seco) Oh Pipoca ainda vai demorar muito a teres filhos, antes disso ainda vais brincar muito, aprender muito e namorar muito. Oh, mãe, com que idade é que podemos ser mães? (aqui começaram os suores frios) Quando as meninas começam a mestruar já podem engravidar, mas tu não queres ser mãe enquanto és uma menina, não é? Deves ser mãe quando já tens a tua vidinha, o  teu emprego, a tua casa... Hmmm...

15 Outubro, 2014

Lá Fui Eu Ter Com As Velhotas...

...E desta vez levei uma tareia na aula de hidroginástica. A professora decidiu fazer a aula com os chouriços, e agora não posso com uma gata pelo rabo... Ontem nem consegui ver o Mr. Selfridge até ao fim!! Toma que é para aprenderes a não pensares que aquilo é fraquinho para ti. E para aprenderes a não arranjares desculpas para não ires às aulas como quem diz: estou habituada a coisas mais puxadas, réu beu beu, pardais ao ninho...

Para Mamãs Insatisfeitas...

... e que, como eu acham que os miúdos às vezes são mesmo é parvos, existe um blog espectacular! Toddlers Are A**holes é também o nome de um livro, mas o blog para mim é hilariante e, para quem tem filhos entre os 2 e os 9, um mantra de reconhecimento daqueles pensamentos que pomos de lado porque, coitadinhos, são crianças...

Finalmente Alguém Admite - Baby Bump



De hoje em diante, eu vou ter uma barriguinha. Não estou grávida, só tive 3(2) filhos. Vou ter para sempre uma barriguinha.

14 Outubro, 2014

Coma Doméstico

It’s funny and even a little bit scary just how much we get wrapped up in our own lives as we grow older. As adults with kids and jobs and bills and all that stuff, we often find ourselves stripped to the bone when it comes to free time and hobbies or whatever.
All of these responsibilities and duties we have to our spouses and our children and our homes and pets and vehicles and utility companies and blah blah blah, they come at such a high cost that I think a lot of people, myself included, begin to look at any kind of relaxation or downtime as — are you
ready for this, here it comes — THE ENEMY.

We need to produce actual time in order to get everything done to produce the funds to keep them going. When you stop to think about that, it kind of becomes clear why a lot of us begin to fail in the marriage department sometime down the line after the honeymoon phase fizzles out. What began as pure romance, as unfiltered passion and the unique, almost artistic emotional drive that young love fosters, that all pretty quickly becomes a small business venture.

(...) I gave up a lot too. And the things that I gave up, things that I just slid aside to make way for all of my money-making and time management, those were the things that really defined me as a human being. Then, as I suspect it goes with a lot of married people, you kind of slide into the Domesticated Coma. Years go by and your old self, the one that you were so familiar with, the one that actually did shit and had fun, (...) that person dies away a little more.
 I think the coma swallowed us both and by the time it began rolling us around in its giant whale belly and trying to turn us into something new, that’s when we finally realized (or she did at least, thank God) that what was once a pretty cool if imperfect marriage of two unique people had been digested into a slimy skid of whale shit.

Às vezes, outros dizem as coisas tão bem que nem vale a pena dizer muito mais. O difícil é ter o momento em que ambos estão dispostos a sair do "coma" sem que seja preciso, como o autor deste texto, levar a uma separação. É dificil encontrar em duas pessoas, numa relação, a vontade de manter a relação fresca, mas mais do que isso, manter uma identidade própria, que não a de família, de modo a suster toda essa realidade familiar. E infelizmente, só o amor não chega.

As Viagens de Carro Ao Fim do Dia ou Às Vezes Mais Vale Não Saber as Coisas

 Mãe, sabes que eu namoro com o Martim. Sim. Já lhe deste beijos? Sim, claro. Muitos. Mais de 25. Na bochecha? Claro, querias que fosse onde? Nada, só queria saber. E ele? Não me dá beijos. Ah! O André e o Miguel andavam só de volta de mim. Porquê? Sei lá! Se calhar o André ainda gosta de ti... Não, ele é que acabou tudo, isto não é assim! Acho bem. Mas tu gostas do Martim? Sim, e também não quero estar sozinha! Oh Pipoca, não precisas de ter namorado, não precisas de meninos para nada... Oh, mas eu gosto dele! Então pronto.

It's Tuesday... I'm In Love - Need The Sun To Break [James Bay]

Haja Quem Me Compreenda - 4 Anos



Há quem o diga melhor que eu e o disfarce dizendo que é menina...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...